Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hoje sim fumei de mais

Ao meu pai

Ao meu pai

Hoje sim fumei de mais

25
Nov20

Paz

Fred

Descansa em paz, meu pai. Quem diria que seria por estes dias, se eu ou tu. Imagina. Tão pouco consigo descrever o que vai na alma. É tudo um sonho. O meu pai... Tu, aquele que nunca desististe de mim. Mas pelo menos venceste a agonia. Eu cá estou: limitado à doença, essa que nos abateu lá por casa. Olha, o Maradona morreu. Foi de ataque cardíaco. Quanto a mim, vou continuar. Mal e parcamente, mas vou. Não esquecerei o teu humor de pai. As tuas estiradas humorísticas. Sabes que te adoro, Pi. O Lobo afeiçoou-se a mim. Está aqui aos meus pés. E hoje fumei de mais. Adeus, meu pai. Adeus, Pi.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D