Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hoje sim fumei de mais

ao meu pai

ao meu pai

Hoje sim fumei de mais

24
Out21

Profissão? Filho.

Frederico

Quando estive no Hospital, deparei-me com um jovem algo atordoado. Via-se nos olhos. Um jovem bem apessoado, com penugem na barba e rigor no vestuário. Apesar de ausente - ele estava preocupado com a saúde -, o pai tentava a muito custo convencê-lo que tudo iria ficar bem, sem nunca censurar o facto de ser hipocondríaco.

Eu estou assim. 

Desde que saí do Hospital, sinto que não recuperei da gastroenterite. Agora não sei se devo voltar ao Hospital ou não. Acho que o Cerelac está a fazer das suas. Ou não... Talvez seja uma cisma. Sinto um prurido no abdómen que parece que não dissipar. Se for cisma, não vou ao Hospital. 

Também pode acontecer que o meu cérebro esteja a brincar comigo, logo eu, propenso à ansiedade e aos ataques de pânico. Mas também é como a minha mãe diz: «Tu estás cansado porque de manhã perdes todo o teu tempo a fumar tabaco em barda. Ou isso ou a tomar café. Depois não tens energia.»  Eu até meti a cabeça debaixo da almofada.

- Tens razão. 

Ehehe, a nossa relação é da mais salutar. Perco-me quando começa a desfiar as suas histórias, qual Vovó Viral. 

Quantas vezes conta a história do incubus. Estou na sala a ver um suspense, quando ouço um brado abafado: «Frederico». Pelos vistos o stand-by da televisão parecia-lhe um olho. No outro dia contou-me sobre o incubus:

«No sonho estava à janela a ver o panorama. Neste somenos, deparo-me com um homem munido de guarda-chuva; às tantas, uma multidão de homens munidos de guarda-chuva. O primeiro homem saltou para o corrimão e empurrou-me para cima da cama. Foi então que eu vi o olho da televisão»

Ou quando diz com algum puritanismo que o dentista é preto. «Faz-me todo o tipo de questões.» 
- Mãe, é o trabalho dele.

Ou como criei uma página do Windows Live Space só para ela. Mas isso teria de narrar noutro dia. É que ela sempre teve imenso jeito para desenhar. São desenhos extremamente graciosos. Figuras aladas, fadas e anjos; princesas e rainhas; navegadores e piratas; faraós, deusas para todas as idealizações. O mais surpreendente é que alguns pormenores são extremamente exactos e realistas. Adoro. De quando vez vou espreitar; está absorvida no pontilhar da figura. A madrugar.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O meu Patreon

Become a Patron!

O meu twitter

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub